percurso formativo

Um PerCurso sobre convivências – filosofia, conceitos, vivências e práticas

O PerCurso no Laboratório de Convivência tem como objetivo compartilhar e construir conhecimentos teóricos, técnicos e práticos acerca do “universo” da Justiça Restaurativa e da Convivência, que compreende uma forma de entender o conceito Justiça para além das instituições e marcos legais. Convida as pessoas a mergulharem em uma investigação profunda sobre o sentido da Justiça em suas próprias vidas; em suas distintas relações; e o pertencimento deste sentido no âmbito social. 

Uma busca por autoconhecimento e o encontro de si mesmo e de si mesma para que a Justiça passe a ser um conteúdo com sentido e que norteie o desenvolvimento das relações. Tornar-se um ser humano com sua humanidade presente.

Um caminho dedicado à produção de conhecimento e compartilhamento de saberes e fazeres, que integra aspectos objetivos e subjetivos do processo de convivência, considerando a natureza humana, as humanidades, relações justas e injustas, relacionamentos adoecidos e saudáveis, direitos humanos fundamentais.

O conhecimento produzido está alicerçado em dois movimentos sistemáticos e interconectados: 

  Análises críticas sobre os avanços e os desafios da Justiça Restaurativa como uma filosofia que ressignifica conceitos sobre justiça, relações e fenômenos relacionados à convivência, como por exemplo, violências, conflitos, punição, corresponsabilidade;

 Estudos empíricos acerca das experiências práticas nas implementações de projetos de Justiça Restaurativa.

Os quatro pilares da educação para o século XXI inspiram nosso trabalho: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser.

“Perante os múltiplos desafios suscitados pelo futuro, a educação surge como um trunfo indispensável para que a humanidade tenha a possibilidade de progredir na consolidação dos ideais da paz, da liberdade e da justiça social.

No desfecho de seus trabalhos, a Comissão faz questão de afirmar sua fé no papel essencial da educação para o desenvolvimento contínuo das pessoas e das sociedades: não como um remédio milagroso, menos ainda como um “abre-te sésamo” de um mundo que tivesse realizado todos os seus ideais, mas como uma via – certamente, entre outros caminhos, embora mais eficaz – a serviço de um desenvolvimento humano mais harmonioso e autêntico, de modo a contribuir para a diminuição da pobreza, da exclusão social, das incompreensões, das opressões, das guerras.” 

Jacques Delors

Para estar disponível a perceber as sutilezas das relações e transformar informações em aprendizados, a metodologia segue 4 passos:

 1º passo: informação

 2º passo: transformar informação em conhecimento

 3º passo: transitar do conhecimento para a aprendizagem

 4º passo: uma aprendizagem que tenha sentido e, consequentemente, dê sustentabilidade para compartilhar informações e conhecimentos que possibilitem aprendizados e transforme o sentido do fazer e o saber de outras pessoas. 

O Laboratório de Convivência se constitui para convidar à reflexão, compartilhando saberes e fazeres para o processo de aprendizado, acreditando que as inspirações criam ambientes internos e externos férteis para transformações que colocam o humano e sua humanidade no despertar de consciências e no seu desenvolvimento para compreender e agir de forma mais coerente e verdadeira diante da complexidade da existência.

Laboratório de Convivência - WhatsApp
Enviar!